segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Terrapins


Nome: Terrapins
Editora: Highriser
Autor: Allan Turvey
Ano de lançamento: 2017
Género: Labirinto
Teclas: Não redefiníveis
Joystick: Kempston, Sinclair
Número de jogadores: 1

Quem segue o fórum do Facebook dedicado ao Arcade Game Designer já estará familiarizado com o nome de Allan Turvey, que desde há bastante tempo tem vindo a demonstrar todas as capacidades desta ferramenta, assim como a ajudar outros programadores nos seus jogos. E, de facto, o que Allan Turvey faz com o AGD é impressionante, tendo agora lançado um jogo com um conceito muito simples, mas totalmente eficaz.

Em Terrapins (uma espécie de tartaruga), os filhotes da mamã Terrapin foram sequestrados por uns insetos maldosos e irritantes, espalhando-os por um prédio de oito andares. Cada andar tem várias caixas onde as crias poderão estar escondidas, mas duas delas têm também insetos escondidos, pelo que também a sorte tem lugar neste jogo. Se dermos com uma das crias, teremos então que a levar de volta para a casa que aparece num dos cantos do cenário. Se, por outro lado, entrámos numa caixa com um insecto escondido, temos agora mais um inimigo atrás de nós.


Para nos defendermos, temos ao nosso dispor de um stock de bombas (e mais três poderão ser apanhados durante cada um dos níveis), que paralisa os insectos durante uns segundos, o suficiente para conseguirmos ir para um ponto menos povoado do ecrã. Mas como este stock é limitado, convém que as mesmas sejam usado apenas quando há necessidade.

Quanto aos insectos, há-os de três tipos: amarelos, roxos e azuis. Os insetos amarelos são lentos e deliberadamente estúpidos, sendo fáceis de evitar. Com o passar do tempo, eles evoluem para os insetos roxos, mais inteligentes e depois para os azuis, muito mais rápidos e muito difíceis de evitar (convém nessa altura já terem arranjado um bom stock de bombas, pois vão precisar delas), até porque quando atingimos um inseto roxo ou azul, este passa para um nível inferior.


O som, da autoria de David Saphier (torna-se já habitual este talentoso programador juntar bonitas melodias aos novos jogos que vão aparecendo) é talvez o melhor que já encontrámos para estes novos jogos do Spectrum. Além disso Terrapins tem mais uma novidade, pois é o primeiro programa criado em AGD a ter múltiplas melodias (outra novidade é a inclusão de um high score).

Gráficos bastante razoáveis ajudam ao prazer que é tentar resgatar as crias da tartaruga. A jogabilidade é imensa e este é daqueles jogos que se volta vezes sem conta. Apesar de apenas ter oito níveis, quando acabam o primeiro dos edifícios, seguem para um novo edifício, agora com inimigos mais fortes logo de início. Mas até lá chegarem vão ter que suar muito, pois o oitavo nível é diabólico.

Apesar de Allan Turvey ter disponibilizado uma versão gratuita para quem quiser experimentar o jogo, aconselhamos a vir aqui buscar a versão completa, pois além dos extras, terão ainda mais um jogo de bónus. E isso por apenas 1.99 usd.

2 comentários: